A utilização do processo gráfico como advento da tecnologia!

Postado por: Administrador

O advento tecnológico foi importante para toda a produção gráfica. Nos anos 70 e 80 a pratica mais utilizada era a editoração eletrônica ou DTP (desktop publishing). Ela foi o início do que conhecemos hoje como programas processadores de textos e impressoras de impacto, que no começo eram utilizadas apenas em universidades e centros de pesquisas e que só depois foi tomando o ambiente empresarial e doméstico.

Os primeiros computadores que realizam esse tipo de trabalho eram conhecidos como mainframes, depois surgiram os minicomputadores e os Personal Computer e Notebooks. Eles foram os responsáveis por retirar a impressão manual de tipos para um processo tecnológico e mais prático, mas isso não aconteceu tão rápido como gostaríamos.

No Brasil, os computadores só chegaram na década de 90, porque as multinacionais começaram a desembaraçar no País trazendo com elas a necessidade cada vez maior do branding e marketing. Os aparelhos eletrônicos eram usados, portanto, para dar mais precisão à indústria e só depois para o que chamamos de personalização artesanal.

A diversidade produtiva

Diferente dos eletrônicos que ganham sempre novas versões e novos designs, os mercados onde o predomínio é da linguagem acabam recebendo menos atenção e por isso, menos inovações. O que sabemos é que hoje o funcionalismo internacional, que nos faz ter uma estética próxima a internacional, é o que comanda o mercado de importação, já que os clientes querem normalmente aquilo que veem lá fora.

A otimização do processo gráfico permitiu que textos, soluções e até mesmo arte fossem facilmente imitadas ou confrontadas na hora de se criar um conceito ou produto. Não é incomum encontramos layouts e roughts bem próximos a uma tendência internacional, por exemplo.

Tudo o que é produzido na tela e impresso por máquinas a laser ou com jatos de tinta, tende a custar menos e ter um retorno mais rápido do que os processos anteriores. Além disso, a tecnologia permite desfazer qualquer ação na imagem ou texto de forma mais rápida, o que permite que os profissionais da área atendam seus clientes de forma mais objetiva e assertiva.

Hoje, o designer tem um papel mais importante e é contratado principalmente por conta de sua capacidade de criar e inovar, usando peças, revistas e tendências mundiais como inspiração.